Cadê a OAB?

Toda repercussão acerca dos honorários advocatícios que envolvem o pagamento do FGTS dos servidores municipais de Mossoró é só uma: o Sindiserpum pugnou pelo desconto de 15% a todos os servidores para pagamento de honorários.

Está errado!

Deve ser pago (e consequentemente descontado) de quem assinou contrato de honorários com o referido advogado.

Quem não tem qualquer pacto com o Sindiserpum e com seu advogado, nada deve pagar!

Se justo fosse, deveria ser juntado contrato de honorários de todos os servidores que firmaram pacto com o nobre advogado, e determinar o desconto daqueles.

A OAB de Canindé Maia e cia. discutirá o tema?

Há quem diga que tais valores ajudarão bastante a campanha de Marleide Cunha, a toda poderosa do Sindiserpum.

2 Comments

  1. Rita de Cássia said:

    Não assinei nada com o sindicato ( sindisserpum…) vão me obrigar a pagar honorários??

    19 de agosto de 2019
    Reply
  2. Carmem said:

    Ridícula essa “reportagem”. A OAB defende a advocacia. O advogado não pode trabalhar sem receber. Decisão acertada da juíza.
    Trabalhar sem receber, o “jornalista” não quer né? Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

    20 de agosto de 2019
    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *