Após descumprir decreto, Pastor chama servidores públicos de “xelelés” e “desocupados”, e afirma: “não vamos fechar”

Como noticiado em nosso blog, a Prefeitura de Mossoró realizou fiscalização, e determinou o fechamento de uma Igreja da Assembleia de Deus, que estava funcionando no bairro Bom Jesus, descumprindo o Decreto Municipal.

Bolsonarista de carteirinha – o que se notou por suas postagens nas redes sociais, o Pastor responsável pela Igreja se mostrou indignado, e em vídeo publicado abertamente nas redes sociais, negou ter ocorrido qualquer ilicitude – apesar de confirmar estar aberto – e desacatou os servidores, os chamando de “xelelés”, expressão utilizada para tratar de “bajuladores”, bem como afirmou que são “desocupados”.

O Pastor claramente prefere garantir outras coisas, do que a saúde da população.

Vejam o vídeo:

Ah, o Pastor é pré-candidato a vereador.

7 comentários sobre “Após descumprir decreto, Pastor chama servidores públicos de “xelelés” e “desocupados”, e afirma: “não vamos fechar”

      1. Não descumprir nada… Perseguição política nobre. O decreto deveria servir para todos. Enquanto isso a secretaria de saúde de Mossoró tava na praia Descumpriu o decreto do prefeito de Tíbau Aiii??? Deixou o local de trabalho para ir pegar uma televisão??? Recebo outra ligação foi olhar um serviço na casa dela apenas??? A justiça vai receber a ligação da sub- secretaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo