Câmara rejeita “distritão” e aprova coligações na PEC da reforma eleitoral

O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, na noite desta quarta-feira (11), o destaque da PEC da Reforma Eleitoral que previa a adoção do sistema conhecido como distritão para a eleição de parlamentares.

A proposta havia sido aprovada nesta segunda-feira (9) pela comissão especial sobre o tema.O destaque teve 35 votos a favor e 423 votos contra; além de 4 abstenções.

Ainda falta a análise de cinco destaques e a votação da PEC em segundo turno, o que será feito nesta quinta-feira (12), em sessão marcada para às 10h.

Antes da análise dos destaques, os parlamentares aprovaram, por 339 votos a 123, o texto-base da proposta que promove a reforma nas regras para as eleições de deputados e vereadores.

VOLTA DAS COLIGAÇÕES PARTIDÁRIAS

Quatro anos depois de ser extinguida na reforma de 2017, as coligações nas eleições podem voltar ao cenário político brasileiro.

Após acordo entre os partidos, o destaque do bloco Pros/PSC/PTB que pretendia retirar as coligações da PEC foi rejeitado por 333 votos contra 149.

Se aprovada, a PEC da Reforma Eleitoral trará de volta as coligações partidárias para as eleições proporcionais já a partir de 2022 para deputados federais, estaduais e vereadores.

CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo