Estádio Nogueirão seguirá sem público, mesmo com estádios liberados

A partir do dia 17, os estádios de futebol do Rio Grande do Norte voltarão a receber público. O Governo do RN liberou, mas com ressalvas. No entanto, em Mossoró, o estádio Leonardo Nogueira irá seguir de portões fechados para o torcedor, ao menos que algo novo aconteça até o dia da liberação oficial.  É que o Nogueirão segue com “enrosco” com o Ministério Público (MP) no que se refere à acessibilidade.

Vale lembrar que, por não oferecer condições de acessibilidade para aqueles que necessitam, o campo esteve interditado para jogos durante meses, no período entre o segundo semestre do ano passado e o início deste ano, e só foi desinterditado com a mudança de gestão. Saiu de cena a Liga Desportiva Mossoroense (LDM), sem a menor condição de bancar as obras, entrou a Prefeitura de Mossoró, que decidiu municipalizar o estádio.

Um compromisso da Prefeitura firmado com o MP garantiu a reabertura do campo para sediar jogos e treinamentos, mas sem a presença de público. O acordo foi a garantia de realização de uma série de obra de acessibilidade em período de tempo escalonado. No primeiro momento, seis meses para realizar os serviços, e depois mais um ano e seis meses para concluir toda obra.

No contato com a reportagem do De Fato, o secretário de Esporte e Lazer, Júnior Xavier, disse que as obras foram iniciadas, mas depois tiveram de ser paralisadas em decorrência da pandemia de Covid-19. Segundo ele, a Prefeitura precisou direcionar os recursos do município para uma causa maior, o enfrentamento da pandemia, mas as obras serão retomadas até a próxima semana. “Iniciamos as obras, tivemos uma parada em decorrência da pandemia, e agora elas serão retomadas. Acredito que neste ano, iremos concluí-las”, projetou.

O Campeonato Estadual da 2ª divisão irá largar no dia 13 com o confronto local entre Baraúnas e Mossoró Esporte Clube (MEC). A competição vai se estender até outubro. Não há menor hipótese de as obras serem concluídas até lá, conforme previsão do secretário considerando a parte mais importante do projeto a qual será avançada e que carece de recursos consideráveis.

Isso significa dizer que, os jogos de Baraúnas e MEC enquanto mandantes, não terão a presença de público na referida competição de acesso. “Quando nos reunimos lá no início para buscarmos a liberação, o promotor foi enfático: se libera para os jogos, mas para ter o torcedor só após concluir as obras. Diante do que foi exposto, acho difícil um novo acordo”, comentou Júnior.

Diante do cenário, o Nogueirão só irá mesmo receber o público de volta no primeiro semestre de 2022, por consequência do Campeonato Estadual da 1ª divisão.

Defato.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo