Professores aceitam proposta do governo do estado e encerram greve

Foto: Cedida

Reunidos em assembleia na tarde desta sexta-feira, professores da rede estadual de ensino acataram a proposta do governo, apresenta hoje, e encerraram o movimento grevista.

A categoria estava em greve desde o dia 14 de fevereiro.

O impacto, no Orçamento Geral do Estado, é de aproximadamente R$ 460 milhões neste ano.

A proposta contempla o reajuste dos salários dos professores e especialistas em educação que estão abaixo do novo piso já neste mês de março, com efeito retroativo a janeiro, em até 33,24%.

Aos demais professores e especialistas, o reajuste se dará em três parcelas, da seguinte forma: 15,03% em março; 6% em novembro e 9,28% em dezembro.

Os estudos feitos pela área econômica do Governo chegaram à viabilidade de pagar o valor retroativo a janeiro também de forma escalonada – o retroativo da parcela de 15,03%, implantada em março, será pago a partir de abril em 09 (nove) parcelas.

O retroativo restante será pago em 12 parcelas a partir de janeiro de 2023.

Esse parcelamento fica condicionado a ser menor que 2,5% da receita corrente líquida do Estado (gatilho).

Caso seja maior, o Núcleo de Ações Coletivas será acionado para rediscutir a forma do parcelamento.

Blog Saulo Vale

3 comentários sobre “Professores aceitam proposta do governo do estado e encerram greve

  1. Viva o presidente bolsonaro pois se não fosse por ele os professores teriam no máximo de 8 a 9% .

    1. Viva a lei posta que garante o reajuste a categoria anualmente e que foi criada à custa de muitos anos de luta. Bolsonaro apenas anunciou o valor do reajuste, procedimento de praxe do governo, mas que toda a sociedade já sabia de quanto seria, pois o cálculo é claro e lei não se discute, apenas se cumpre!
      Lamentável a cegueira que assola parte da sociedade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo